Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

À minha amiga Sônia Cristina


(Imagem-Google Imagens)

Numa via casual
Do universo virtual
Ela se fez presente
Na minha cena diária
Eu cliquei na sua foto
Num fascínio inexplicável
Por aquele rosto suave
Que mesmo com um sorriso
Refletia a intensidade
Da presença de uma dor
Cheguei em sua casa
Encontrei a porta aberta
Entrei e me fiz presente
Sem bater nem anunciar
Encontrei uma mulher
Vestida de poesia
Que exalava sua dor
Sem perder a simpatia
Trazia um filho no colo
Chorava o amor que partiu
Para uma outra dimensão
Deixando um infinito vazio
O seu coração sofrido
Chorava o amor que se foi
E com o seu filho ao lado
Fazia malabarismo
Na corda bamba da dor
Quisera ser um curativo
Para cicatrizar sua ferida
Quisera ser um linimento
Para aplacar seu sofrimento
Como não tenho o poder
De curar sua nostalgia
Fiz uma prece infinita
Nas asas de uma poesia

Maria Helena Mota Santos

SOBRE SÔNIA CRISTINA

Conheci Sônia Cristina, no dia 01 de dezembro de 2010,de uma forma bastante inusitada. Acessei o blog de Leonardo B. ,um poeta que segue o meu blog, e, dentre seus vários seguidores , eu tive um fascínio especial pela imagem dela. E daí nasceu um encontro que o universo programou.
Seu blog http://sniacristina.blogspot.com A História de Santhiago

9 comentários:

  1. Maria Helena,
    Vc sabe que eu não ficaria indiferente a esta mensagem. Visitei o blogue da sua amiga...de algum modo, os caminhos que ela vai percorrendo por ali, me lembraram os Caminhos de Santiago, a peregrinação feita por centenas de pessoas, a pé, até Santiago de Compostela. Mais do que uma viagem religiosa, é uma jornada de descoberta...de si próprio, dos caminhos da paz no seu coração...
    Vc é uma pessoa admirável!
    BEIJOSSSSSS

    ResponderExcluir
  2. Oi Minha amiga, antes de mais nada quero agradecer por, num imenso gesto de carinho, ter postado meu comentário na sua poesia. Q gesto mais lindo. Agora sim, vamos a poesia de hoje... Digo que Sônia Cristina teve muita sorte de lhe conhecer e fazer parte do seu universo. Que percepção que você tem das pessoas! A ponto de ver na mesma foto a beleza e a tristeza de um sorriso. Sabe pq Maria Helena? Pq sua essência é amor. Sei que você não tem realmente o poder de arrancar do coração da Sônia, o machucado. Isso só competeria a deus, mas vc como médica de almas, faz de suas palavras, sempre doces, um santo remédio que alivia a dor. Lindo poema. Agora vou visitar a Sônia. Beijo

    ResponderExcluir
  3. sua amiga vai ficar muito feliz com esta homenagem,afinal ñ é todo dia que se ganha uma linda poesia!
    beijo

    ResponderExcluir
  4. Ixi! São 13:11! Estou super atrasado! Tenho que tomar banho, alimentar minhas pestes, arrumar algo pra comer e chegar no trabalho!

    Mas antes o que eu faço? Venho pintar o sete. Faço isso porque já estou acostumado a fazer meu dia mais feliz, sensível, inspirador, consciente e até mesmo um pouco nostálgico às vezes. A única certeza é que o dia sempre muda, e sempre é melhor do que seria.

    Hoje conheci um breve e bonito resumo da história de uma Sonia Cristina, como tantas outras, mas única. Esta Sonia tem a sorte e a benção de um filho amado e do carinho deste anjo, que a Carol tão bem chamou de "médica de almas". A noite vou lá na casa da Sonia e certamente me sentirei em casa.

    Como é bom exercitar a arte da convivência com amor! Faz com que os outros sentimentos doam menos.

    Bjo querida Maria Helena! Amo vc minha poeta!

    ResponderExcluir
  5. Hoje, a partir desta postagem, fiquei com a emoção à flor da pele. E vocês, meus queridos, intensificaram a minha emoção através de comentários tão carinhosos e cheios de amor. Obrigada por ter me ajudado a enviar energia a nossa amiga Sônia Cristina. Não importa em que parte do mundo exista alguma dor, a energia positiva que deixamos no universo vai afetá-la positivamente de alguma forma. É assim que eu percebo a vida. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Acabei de chegar do trabalho, e como sempre venho aqui para me sentir mais perto de mim mesma.
    Hoje o dia amanheceu diferente, eu sabia que receberia um presente,ou que algo muito bom ia acontecer em minha vida.
    Dede que te conheci Maria Helena, eu me sento mais leve, mais tranquila, mais amada mesmo, quando criei esse blog (aliás ele já existia antes do meu marido desaparecer,não sei porque o fiz, não sabia nem escrever)enfim, quando comecei a escrever esse blog,não sabia exatamente o que escrever só sabia que queria deixar coisas registradas pro Santhiago ler, mas eis que me surge uma criatura de alma limpa, uma poeta, uma pessoa linda sensível, que lê o que eu ecrevo, divide comigo minha dor, no primeiro psot que me escreveu disse: "pode ter certeza que ja tem mais alguém no mundo que torce por você", que na sua infinita bondade e humildade vê poesia no que eu escrevo...
    Obrigada Lupo, Eliana, Blog da Fofa e Lolipop, vou visitar cada um de voces, obrigada por irem a minha casa, voltem sempre que desejarem.

    Maria Helena, Obrigada por tudo, obrigada pela doce presença em minha vida.
    tenha certeza: sua poesia me dá forças para continuar escrevendo, foi o meu presente de natal.

    Sônia Cristina

    ResponderExcluir
  7. Maria Helena,

    Você entrou em minha vida em um dia especial, um dia de profunda tristeza em que eu contava pro Beto no Blog (sim, eu sei que ele lê)sobre a partida de Ingrid, um dia que estava tudo muito confuso em minha cabeça, minha auto-estima estava no chão, e nenhum dos que estavam próximos fisicamente de mim perceberam isso, mas quando eu cheguei, eis que surge você com suas palavras..
    Confesso que já tive vontade de parar de escrever, mas eu vou continuar, e as lágrimas de agora são de emoção, não sei se tem dimensão do bem que estás me fazendo...


    Sônia Cristina

    ResponderExcluir
  8. Maria Helena, mais uma poesia sua a me embalar.. Dessa vez me levou direto ao blog da moça a quem ela se destinava.
    E outra poesia encontrei por lá.
    Concreta. Pouco sutil. Daquelas que a gente lê e tem que assimilar de um só golpe.
    A vida às vezes é muito difícil.
    Mas, como é bom encontrar sua beleza, mesmo (e principalmente) quando ela insiste se esconder de nós.
    Obrigada pela força querida!
    Agora estou melhor. ;)
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  9. Que homenagem bonita à sua amiga. gosto muito dos seus posts, Maria Helena.
    Seus textos puxam bons sentimentos em mim, adoro isso.
    bjs e bom dia

    ResponderExcluir