Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Meu filho




(Google Images)

Pousou em minhas mãos
Fez pulsar meu coração
Fez florir a realidade
Que nos sonhos eu plantei

Pintou meu olhar de brilho
Suavizou o meu sorriso
E me fez colocar sentido
Na estrada do viver

Suas asas tão crescidas
Já não cabem em minhas mãos
Só conseguem se amoldar
No cantinho do coração

Maria Helena Mota Santos

2 comentários:

  1. Olá, Helena!

    Que ternura de poema
    mãe e filho num dilema
    qual dos dois gostam
    mais, se um do outro?!
    Menino de ouro
    mas, mãe é mãe.
    Domingo comemora-se seu dia
    que, por antecipação
    regaste com poesia.
    A todas as mães e filhos
    pois, sem eles,
    elas não existiriam.
    Com um beijinho de alegria,
    a minha mãe completou ontem 92.
    Olha que dois?!

    Um abraço e BFS

    P.S No meu Fatimawinews sugiro que se tome Vinho da Última Ceia com fé, para que possamos ter uma vida nova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo! Realmente falar sobre essa relação mãe e filho é inspirador. Toda dinâmica da relação já é uma poesia construída com sorrisos, lágrimas, amor, ternura... Obrigada pelo comentário em forma de poesia e com muita sensibilidade! Que privilégio ter uma mãe com 92 anos! Parabéns para ela! Um ótimo final de semana! Abraços!

      Excluir