Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

sábado, 2 de abril de 2011

Meu filho


(Imagem-Google Imagens)

Pousou em minhas mãos
Fez pulsar meu coração
Fez florir a realidade
Que nos sonhos eu plantei

Pintou meu olhar de brilho
Suavizou o meu sorriso
E me fez colocar sentido
Na estrada do viver

Suas asas tão crescidas
Já não cabem em minhas mãos
Só conseguem se amoldar
No cantinho do coração

Maria Helena Mota Santos

9 comentários:

  1. Que imagem linda minha amiga!Amei.

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!!Eles crescem e nos deixam , mas sempre os temos pertinho, nos corações...beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. filhos são do mundo e não nossos..
    mas eu tenho tanto medo de quando ele não couber mais na palma de minha mão..
    beijo

    ResponderExcluir
  4. LINDA POESIA REALMENTE LOGO ESTÃO CRESCIDOS E NÃO CABEM EM NOSSAS MÃOS!
    MAS CABEM DIREITINHO NO NOSSO CORAÇÃO!
    BEIJO
    BOM DOMINGO!

    ResponderExcluir
  5. Querida Maria Helena,
    É lindo o seu poema, que expressa bem essa vontade de voar, que leva sempre com ela um pedacinho do coração das mães...

    Perdoa minha ausência, mas saiba que está sempre no meu coração.

    Mil ternuras

    ResponderExcluir
  6. Seu poema me serviu como um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Ah, que liindo.
    Ainda não sei como é a grandiosidade deste sentimento materno, mas imagino como seja e confesso: Espero ansiosa por este dia.

    Beijos da Flor

    ResponderExcluir
  8. A cada vinda uma surpresa, adoro o jeito de dizer coisas reais com sua suavidade simplicidade.
    Pena né que todos nós temos que crescer para poder aparecer. Risadas.
    Abraço

    ResponderExcluir