Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Palco


(Imagem-Google Imaens)

Ainda não é hora de partir
O momento ainda pulsa na história
A noite ainda se confunde com a aurora
E as luzes ainda são incandescentes
Agora é a hora do silêncio
Do olhar fixo para o palco a sua frente
À espera de uma voz que anuncie o ato
E que quebre a expectativa do momento
Um frenesi toma conta da plateia
Novos atores vão surgir e recriar
Antigas cenas que estão fora do ar
Usando máscaras eles vão se disfarçar
Mas se há demora o silêncio vira grito
E os atores entrarão no palco, aflitos
E a história poderá ter improvisos
Pois a esperança já cansou de esperar

Maria Helena Mota Santos

6 comentários:

  1. Doce Lena, bom dia!

    adorei: Mas se há demora o silêncio vira grito
    E os atores entrarão no palco, aflitos
    E a história poderá ter improvisos
    Pois a esperança já cansou de esperar.

    As vezes me sinto exatamente assim, tem momentos que sou uma atriz aflita, impulsionada pelos gritos da platéia, tem outros que minha esperança cansa de esperar, mas também sei que não posso parar, a cortina fecha e outro ato começará. Esse é o teatro da vida.
    Tenha um ótimo final de semana, minha querida.

    ResponderExcluir
  2. Ah minha amiga linda... a vida é o mais incrivel espetaculo...
    nele temos a grata oportunidade de experimentar nossos talentos, principalmente quando as adversidades insistem em nos desviar dos scripts...

    É nossa chance de buscar no peito as muitas faces do nosso ser humano... é a chance de deixar aflorar o riso, a lagrima, o medo, a força e as vezes a entrega...
    E é atraves aplausos do universo que nos consagramos e nos sentimos recompensados pela dificil missão de levar ao mundo nosso melhor, quando muitas vezes desejamos ser pláteia... ao invés de estar no palco diante das luzes e olhares curiosos...

    Muitos dividirão a cena conosco... mas, poucos irão até o fim, e com esses encantadores companheiros, de mãos dadas encerraremos o ato... arrancado suspiros e fascinio de nossos expectadores...

    E mesmo que as cortinas se fechem... o espetaculo certamente não terminará ali... apenas mudaremos de palco e de platéia... afinal, dizem que nos campos do Senhor há um lugar lindo e abençoado... e será ali que escreveremos um novo ato...e seremos aplaudidos pelos anjos...

    Lena... não importa quão arduo seja o nosso caminho...
    Sempre haverá alguém com doçura o suficiente para enxergar nossos passos, corrigi-los se necessario ou...simplesmente aplaudi-los, nos mostrando que cada segundo valeu a pena...

    beijo imenso querida amiga

    ResponderExcluir
  3. Fantastic post, I love it, beautiful!
    xx

    Henar
    ...OH MY VOGUE!

    ResponderExcluir
  4. Maria Helena todos estamos no palco da vida cada um fazendo seu papel, obrigada por seu carinho beijo de apenas uma máe, Lisette.

    ResponderExcluir
  5. E no palco da vida, quantos sorrisos pintados no camarim...
    Beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  6. Lindaaaaaaa. Assim é a vida: Cenas q se repetem, atores atrasados no tempo, platéia impaciente. Seu poema é um espetáculo!! Só posso bater palmas e pedir bis. Te amo minha amiga lindaaaaaaaa. Bjão

    ResponderExcluir