Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

A rosa e o botão


(Imagem-Google Imagens)

Meu jardim era um dos mais lindos
Várias flores cresciam formosas
Veio um vento inesperado e veloz
E feriu a mais linda das rosas

O vento forte levou-a consigo
Perplexa olhei as pétalas no chão
Agachei-me e apanhei uma a uma
Transformei-as em um lindo botão

Para livrá-lo da força do vento
Coloquei um selo de proteção
Guardei-o com cuidado e carinho
Num cantinho do meu coração

Mesmo o botão não sendo a rosa
Contento-me em ter dela a lembrança
O botão que a partir dela surgiu
É o que me faz ter na vida esperança

O meu jardim continua bonito
Mas há silêncio ao entardecer
As outras flores têm saudade da rosa
E não conseguem dela se esquecer

Maria Helena Mota Santos

7 comentários:

  1. Um buquê de flores lindas e cheirosas.
    Tenha um dia colorido e super gostoso.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Sabe Maria Helena, eu não gosto de me repetir nos comentários que faço...mas este seu poema é belíssimo. Proprciona mais do que uma leitura...a literal e a metafórica. Pode ser uma alegoria a uma perda pessoal de que se guarda sagradamente a memória, ou pode ser simplesmente a história duma rosa, que o vento veio e levou...
    No Japão, os monges budistas, depois duma tempestade, apanhavam as flores caídas no chão, na sua infinita comiseração por todas as coisas da natureza, e colocavam-nas em jarras...
    Tenho que agradecer muito seu comentário tão carinhoso lá no meu cantinho.
    Carinhosssss

    ResponderExcluir
  3. mais um especial e lindo poema, querida Maria Helena.
    e que a rosa reapareça no belo jardim...
    um bom feriado pra vc
    bjs

    ResponderExcluir
  4. AGORA QUE LI ESSE POEMA ME LEMBRO QUE AQUI NO MEU JARDIM FAMÍLIAR, PERDI UMA ROSA LINDA QUE ERA MEU IRMÃO QUERIDO, ESSES VERSOS LINDOS ME LEMBRAM ESSE DIA TRISTE E ESCURO AQUI NO MEU JARDIM!
    BEIJO TRISTE!

    ResponderExcluir
  5. Lindo o seu poema de saudade. Quanto sofre um jardim por uma grande ausência... Somente mãos zelosas podem encontrar o valor de cada flor, cada pétala, cada folha, cada botão que ainda resta. Parabéns, Maria Helena!


    Jefhcardoso

    ResponderExcluir
  6. Do seu lindo comentário em meu blog eu disse:
    Maria Helena, você foi uma grata surpresa no meu dia. Consegue imaginar o quanto fiquei feliz com suas lindas palavras? Isso é muito para um homem comum como sou. Sua generosidade não tem medida. Espero lhe ter aqui muitas outras vezes, pois me senti agraciado por suas palavras. Abraço e muito obrigado por vir!

    Jefhcardoso

    ResponderExcluir
  7. Sabe... Lembrei do PP. Minha rosa foi depetalada também, mas as pétalas voaram para longe, e nunca mais sentirei seu cheiro, ou apreciarei suas cores. Lembro de cada pétala com saudade, e sempre me aparece a pergunta: E se?

    Bjo querida! Obrigado pela linda poesia.

    ResponderExcluir