Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Liberdade de ser


(Imagem-Google Imagens)

Como me apossar do outro
Sugar os seus momentos
Cobrar-lhe pagamento
Se não tenho nem a mim?

Como reter uma vida
Na prisão do meu desejo
Se nem ao menos é meu
O corpo que me veste?

Como colocar numa redoma
Os passos de outro ser
Se eu tenho um desejo
De abrir portas e partir?

Como controlar os desejos
De quem fica ao meu lado
Se nem mesmo tenho a senha
Das minhas próprias vontades?

Como posso podar os sonhos
Do outro que me acompanha
Se o que quero nesta vida
É ser livre e nada mais?

Como posso cortar as asas
Da essência de uma alma
Se o que vale nesta vida
É voar e ser feliz?

Maria Helena Mota Santos

9 comentários:

  1. Oi Maria Helena,
    Amei de paixão, principalmente a primeira estrofe!
    Hj tenho uma surpresinha para vc lá no meu cafofo. Dê uma passadinha por lá, por favor.
    Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Querida Betty,
    Sinto-me privilegiada com a postagem da poesia "Rédeas de si mesmo" no seu blog. Mesmo deixando lá o meu comentário ainda me sobra emoção para liberar neste espaço. Você é uma pessoa iluminada que consegue com sua suavidade e leveza transformar dias nublados em dias de muita luz.
    Você tem o olhar mágico e transforma para melhor tudo que está ao alcançe da sua visão.
    Eu me sinto agraciada por ter uma amiga como você.
    Hoje o meu dia ficou melhor porque você existe.
    Obrigadaaaaa!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Errata: no lugar de alcançe, leia-se: alcance

    ResponderExcluir
  4. Oi Maria Helena,
    Quem me faz bem é vc, por publicar coisas lindas em vc e me dar a oportunidade de levar ao conhecimento de todos este talento imenso que vc tem.
    Hj estou toda cheia de mim com as suas palavras em meu blog. Vc me emocionou!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Que lindo querida! Poxa, eu mesmo já escreví tanto sobre esse tema. Aliás, no último que eu fiz tem uma parte assim:

    "Não trago só tristezas de abandono
    Nem conto as vezes que eu fui enganado
    A lágrima me trouxe o aprendizado
    Que de outro alguém ninguém pode ser dono."

    Quanto mais te conheço mais percebo que temos essência parecida.

    Bjão!

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo, eu também penso assim. Somos gêmeos poéticos! Realmente eu me encontro muito nos seus poemas! Fico perplexa a perceber como enxergamos a vida de maneira similar.
    Obrigada pelo carinho de sempre!

    ResponderExcluir
  7. Minha querida!
    Adorei encontrar um poema seu no blogue da Betty!
    E outro aqui!
    De facto, como podemos cortar as asas de outros...
    Beijos
    bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  8. Maria Helena, lindo!!!Amar acima de tudo, bjs, Va.

    ResponderExcluir
  9. Cara amiga, pode ficar fria...não é um "ç" que vai tirar a luz e o brilho da sua reflexão. Parabéns pelas compreensivas palavras quanto aos pensamentos do próximo. Grande momento. Abraço.

    ResponderExcluir