Licença Creative Commons
O Blog é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Baseada no trabalho presente em http://www.pintandoosetecomavida.blogspot.com.
.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Palavra


(Imagem-Google Imagens)

Era apenas uma palavra
Que adormeceu verso
E acordou poesia
Fez-se estrofes
E espalhou alegria
Palavra embalada
Palavra adormecida
Palavra sonhada
Palavra sentida
Palavra poética
Palavra feliz
Palavra serena
Palavra mágica
Palavra afável
Palavra amiga

Era apenas uma palavra
Que sugou o néctar
De uma flor
E se tornou um jardim
Enfeitou as estradas
Desencadeou emoções
Falava do sim
Falava do não
Falava do céu
Falava do mar
Falava da tristeza
Falava da alegria
Falava de bonança
Falava de paz
Falava de paixão
Falava de amor

E era apenas
Uma palavra

Maria Helena Mota Santos

8 comentários:

  1. Olaaa
    perfeitoooo
    o textoooo
    um palavra de amorr!!!
    quem não goste de escutar???
    um grande bj

    ResponderExcluir
  2. Uma palavra, minha querida, pode fazer milagres...hoje estou feliz por ter conseguido, de longe, levar uma palavra a uma amiga....
    CARINHOS

    ResponderExcluir
  3. Oi Maria Helena,
    O texto é lindo! Uma palavra bem usada pode ter o encanto de uma mágica. Que foto linda! Eu amo joaninhas! Dizem que elas dão sorte qdo pousam na gente.
    Bjkas e uma semana maravilhosa para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. palavras de carinho é maravilhoso de ouvir!
    beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi moça dos escritos que emocionam! E não falo só das postagens, mas nos comentários que faz na blogosfera.

    Palavra... Nossa ferramenta, nosso sentimento, nossa forma de revelar o escondido sem mostrá-lo. Palavra que é palavra mesmo quando nula e muda, mesmo quando não é letra, nem som, nem nada. Eis que a sua palavra é completa, perfeita e indispensável!

    ResponderExcluir
  6. gente Maria Helena eu tenho um poema
    que publiquei a uns meses atrás no blog que diz

    Dona minha
    que olhos tu tens
    (são duas imprudências no rosto de mulher)
    dona minha, qualquer dia
    há de dormir mulher
    e acordar poesia !

    Gente

    no teu caso a mulher é a palavra

    ResponderExcluir
  7. Oi, Talles!

    Realmente as ideias são idênticas. Que maravilha de poema! Obrigada pelo carinho. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Era apenas uma palavra...porém mágica, que transforma sentimentos em poesia...e transformou. Grande!! Forte abraço.

    ResponderExcluir